quinta-feira, junho 18, 2015

Por quê eu tô sumida


Meu aniversário começou com "A Change is Gonna Come" de Sam Cooke. Totalmente por acaso. Era meia noite, desliguei a tv e dormi ali no sofá. Foi um dia normal, mas eu senti naquele momento que aquele som era um prenúncio.

Passaram-se uns dias, eu já estava de férias, rolês por São Paulo, Rio de Janeiro, fazer as coisas que eu tinha planejado. Ao menos as coisas que eu considerava mais importantes. Foram dias de muita crise alérgica, muita dor de dente, dor de cabeça, frio, calor, medo, dúvida, preocupações, tudo ao mesmo tempo.

Apesar do pouco prazer que tirei proveito, eu fazia o que tinha que ser feito e desfrutava aquelas atitudes raras da vida. "Temos medos bobos e coragens absurdas". Eu tava muito nessa vibe.

E nessa tentativa constante de querer que as coisas dessem certo, eu ficava ali, sabendo que uma hora o leite ia ferver, e não desgrudava do fogão. Mas eu precisei me desligar, pra esperar que o leite fervesse na hora em que eu estivesse mais distraída. Bingo.

Cada passo que eu dava, mais eu sentia que as coisas que eu imaginava iriam acontecer. Não sabia ao certo quando, mas eu estava fazendo pra que elas acontecessem. E aí foi. Na hora mais certa que poderia ter sido. Nem antes, nem depois.

Afastada de casa por conta dessas prioridades, eu consequentemente me afastei do blog. Mas não ao ponto de dar notícias e dizer que as coisas estão encaminhando para que eu atualize o blog mais ainda, conforme os acontecimentos - e as experiências - vão acontecendo. É mudança.


Nenhum comentário:

Postar um comentário